Mensagens

Notícia: Em Lisboa, Beatas e pastilhas elásticas no chão vão dar multa de até 1.500 euros

Imagem
Hoje saiu esta noticia, Lisboa vai atualizar o Regulamento de Gestão de Resíduos, Limpeza e Higiene Urbana de Lisboa, onde vai constar que

quem lançar para o “chão beatas de cigarros, maços de tabaco, pastilhas elásticas e outros” estará sujeito ao pagamento de uma coima que pode ir de 150 a 1.500 euros para as pessoas singulares e de 1.000 a 15.000 euros caso a responsabilidade seja de pessoas coletivas. in Observador, 11 Janeiro 2019
julgo que na maioria dos regulamentos municipais já consta a proibição de atirar lixo para o chão, no entanto nunca constou que tivessem sido aplicadas multas.

Sinceramente não acredito que esta medida vá ter grande efeito, a não ser que hajam profissionais a fiscalizar e de facto a multar quem o faça.
No entanto, concordo plenamente com ela!

Porque chego ao ponto de ver pessoas a fumar à porta de casa (ou empresas) atirar a beata para o chão e voltar a entrar em casa...
Porque em locais onde se concentram fumadores, mesmo que haja um contentor para os re…

O que acontece ao nosso lixo?

Imagem
Por vezes parece-me que a maioria das pessoas acha que o lixo “desaparece” por artes mágicas. É colocado no contentor – de lixo indiferenciado ou, caso o cidadão seja mais consciente, nos respectivos ecopontos – e depois evapora-se, como que por magia.
O problema é que a maioria das pessoas não pára para pensar nisso, nunca visitou uma lixeira ou aterro, um centro de triagem, de compostagem ou de incineração.
Já visitei todos estes, bem como centros de reciclagem de plástico e vidro (não me recordo de visitar centros de reciclagem de papel).
Visitar um aterro sanitário é uma experiência única, que nos abre a mente. O que acontece num aterro? Toneladas e toneladas de lixo, recebidas todos os dias, são colocadas em grandes “buracos” (que têm de ser bem isolados para garantir que as águas “lixiviantes”, resultantes da degradação dos resíduos não penetrem no solo, contaminando este e os aquíferos de água). Depois de compactados, os resíduos são tapados com uma camada de areia. Após ating…

Introdução à Ética Ambiental

Imagem
As diferentes modalidades de ética ambiental possuem uma base comum: a defesa do meio natural. Assim, uma ética ambiental é sempre “um convite para o desenvolvimento da moralidade. Toda a ética busca o respeito pela vida, mas o respeito pela vida humana é apenas um sub-aspecto do respeito pela vida em geral. Em termos práticos, o desafio último da ética ambiental é a conservação da vida na terra” (Ralston, citado em SEA).


Desde os anos 70 que a Filosofia tem vindo a alargar o seu campo de reflexão à natureza e ambiente, os quais se relacionam de forma íntima com o Ser Humano. Com esta visão alargada pretende-se compreender a relação do Homem com o mundo “não humano”, a profundidade e riqueza desse mundo, a estreita do homem face à Natureza e a sua responsabilidade perante ela.
Foram então surgindo diferentes correntes, que se podem agrupar em 2 grandes grupos: ética antropocêntrica e as éticas não-antropocêntricas.
A ética antropocêntrica defende a preservação da Natureza em nome das …

Plano Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Está disponível para consulta pública o "Plano Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo". Este é um documento que ainda será trabalhado, constituindo a Fase 2 da metodologia de Elaboração (a Fase 3 será a produção de um texto final e a Fase 4 a execução e monitorização do plano)
O Plano Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (PRSLVT), enquadra-se nas opções estratégicas do Plano Nacional de Saúde – extensão 2020 (PNS) e, em consequência está alinhado com a estratégia 2020 da Organização Mundial de Saúde (OMS-Euro).
O PRSLVT integra os elementos fundamentais desta estratégia: Foco na saúde e no bem-estar; Governança Participativa; Whole-of-governement; Whole-of-society; Abordagem pelo ciclo de vida; Foco na Equidade; Determinantes Sociais; Empowerment dos cidadãos; Heatlh Impact Assessment; Foco no sistema de saúde.
Possui 4 objetivos:Controlar a incidência e prevalência do peso excessivo e obesidade;Reduzir a prevalência do consumo de tabaco na população maior de 15 ano…

Os 3 R’s já eram – os 7R’s de um bom ambientalista

Imagem
Quando andei na faculdade, aprendi a “bíblia” dos 3R’s – Reduzir, Reutilizar, Reciclar. Mais tarde a docente da cadeira de Resíduos apresentou-nos o 4º R – Recuperar (na altura, era exemplo a energia criada com a incineração de resíduos [estávamos no inicio do funcionamento da Incineradora da Valorsul, situada em S. João da Talha]).


Em 2007 deparei-me (com alguma surpresa, confesso, pois sempre me considerei estar bem informada sobre políticas ambientais) com os 7 R’s:
Repensar (será que precisamos mesmo daquele objecto?)Reduzir (o consumo, as embalagens, o desperdício)Reutilizar (o objecto para outro fim)Reaproveitar (reparar o objecto danificado antes de o eliminar)Reciclar (separar os resíduos e encaminhar para reciclagem)Recusar (embalagens, objectos desnecessários)Recuperar (valorização térmica, compostagem de resíduos orgânicos) Parece-me que esta política dos 7R’s vem do Brasil, pelo menos não encontro referências em sites portugueses. E a própria definição de cada R surge com d…

Porquê?

Porque o ambiente não pode ser dissociado da saúde...
Porque temos todos de fazer algo, nem que seja alertar e sensibilizar...

Porque quero registar o que vou aprendendo nesta temática (que é também a minha área profissional).

Sejam todos bem vindos a mais um pequeno blog.